Trégua: Igrejas acreditam haver esperanças para alcançar paz efectiva

29856388

D. JOÃO CARLOS, Bispo da igreja católica de Moçambique  diz que a trégua de dois meses pode ser um caminho para uma paz duradoura. 

Após o anúncio feito por Afonso Dhlakama, líder da Resistência Nacional Moçambicana sobre o prolongamento por 60 dias da trégua para dar tranquilidade às negociações de paz em Moçambique, a nossa equipa de reportagem procurou ouvir a opinião de algumas igrejas em torno do assunto. 

Dom João Carlos, bispo da Igreja Católica em Moçambique disse esperar que durante este período se crie condições que conduzam ao encontro da paz definitiva. Dom João Carlos, apelou ainda aos moçambicanos em geral  para que se envolvam de modo a contribuir para o alcance da paz efectiva.

A Igreja Metodista Unida de Moçambique, comenta que é muito louvável a decisão dos dois dirigentes políticos  em brindar os Moçambicanos com mais dois meses de trégua. João Mugabe, diz ”ter a esperança de que dentro desde período se possa chegar a um consenso para uma paz efectiva”.

O pastor da Igreja Presbiteriana de Moçambique, João Froi Salimo, diz que após a demonstração de boa vontade por parte do Presidente da República e do líder da Renamo já encaminham à todos a esperança do alcance da paz.  Salimo diz ainda que o período de trégua é o momento exacto para uma reflexão profunda sobre os problemas que assolam o país.

A nossa que equipa tentou ainda contacto com  a comunidade Sant’ Egídio mas os seus  responsáveis estão ausentes. Refira-se que esta comunidade foi decisiva nas negociações de paz alcançadas em  1992.

Deixa seu comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar on "Trégua: Igrejas acreditam haver esperanças para alcançar paz efectiva"

Deixa seu comentário

O seu email não será publicado.


*