Tocha olímpica já arde na Coreia do Sul apesar do “vento do norte”



Primeiro-ministro Lee Nak-yon recebeu a chama oriunda de Atenas cujo destino é Pyongchang, em fevereiro.

Chegou esta quarta-feira à Coreia do Sul a tocha olímpica, acesa de véspera em Atenas e cuja viagem para Seul fez escala em Genebra, na Suíça.

A partir de nove de fevereiro a chama vai iluminar os Jogos Olímpicos de Inverno em Pyongchang, a cerca de 80 quilómetros de uma das mais sensíveis fronteiras do mundo, a que divide as duas Coreias.

A região leste da Ásia tem visto a tensão agravar-se, sobretudo devido a manobras militares unilaterais realizadas pelo regime liderado por Kim Jong-un, que colocaram os vizinhos do sul e o Japão de sobreaviso, com os Estados unidos a deslocarem diversos meios militares para a zona.

Em meados de outubro, o ministro do Desporto de França, por exemplo, admitiu a possibilidade de os gauleses boicotarem os jogos sul-coreanos por motivos de segurança.

Para tentar tranquilizar as delegações estrangeiras, o primeiro-ministro sul-coreano destacou na semana passada sinais positivos oriundos de Pyongyang, nomeadamente as declarações do delegado norte-coreano no Comité Olímpico Internacional, Chang Ung, o qual terá afirmado que olimpismo e política são assuntos diferentes e que não haverão problemas significativos durante os Jogos de Inverno.

Fonte: euronews

Deixa seu comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar on "Tocha olímpica já arde na Coreia do Sul apesar do “vento do norte”"

Deixa seu comentário

O seu email não será publicado.


*