ETM RESCINDE CONTRACTOS SEM DATAS PARA INDEMNIZAÇÕES



Continua o braço de ferro entre os trabalhadores da Empresa Municipal de Transportes Públicos da Matola (ETM) e a respectiva direcção.

Trabalhadores desta empresa, que foram suspensos sem qualquer indemnização, continuam entregues a sua sorte. Desde a sua suspensão até então, nem água vai nem água vem.

O caso, que dura desde o início do ano em curso, já é do conhecimento do Ministério do Trabalho e Segurança Social. Este ministério, através da inspecção-geral do trabalho, obrigou a empresa ETM a pagar aos trabalhadores pelo menos os meses em que estes ficaram sem salário, mas a ETM não chegou a cumprir.

Na manha de ontem, os trabalhadores foram brindados com um novo documento que rescinde o contrato de trabalho, com efeitos à partir do dia 22 de Dezembro do ano em curso.

O mesmo documento assegura o pagamento de indemnizações consoante o tempo de trabalho e enquadramento legal. De referir que, ainda assim, os trabalhadores sentem-se abandonados e pedem a solução imediata do problema.

Por seu turno, o sindicato dos trabalhadores da ETM diz que está tudo a fazer para que haja uma solução pacífica entre as partes, mas admite que o caso já devia ter sido resolvido faz tempo.

Deixa seu comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar on "ETM RESCINDE CONTRACTOS SEM DATAS PARA INDEMNIZAÇÕES"

Deixa seu comentário

O seu email não será publicado.


*